EVENTO NÚMERO:21193

Entidade responsável :
  Evento-  PRESENCIAL  
Nome  
FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS ASSOCIAÇÕES DE GINECOLOGIA E OBSTET
Telefone    
(21) 2487-6336  
Endereço Número
(21) 2487-6336 0
Complemento Bairro
BARRA DA TIJUCA
CEP Cidade
22793-081 RIO DE JANEIRO
  Estado  
  RJ  
Responsável (nome):
  FRANCISCO EDUARDO PROTA
CRM:
  33256 UF: SP  
Responsável (email)
 
Responsável (fone)
   
Título do evento:
 
Data inicial:
  /Número de dias do evento:
Maior valor de inscrição local:
 
Local:
  Nome  
Telefone  
 
Endereço Número
Complemento Bairro
CEP Cidade
  Estado  
   
tipo de evento:
  PRESENCIAL  

Coordenador(es):

(nome,CRM/uf)

  NILSON ROBERTO DE MELO - 31261/SP FRANCISCO EDUARDO PROTA - 33256/SP RICARDO JOSE DE OLIVEIRA E SILVA - 52.36411-9/RJ
Contato de organização do evento: (nome, email, telefone)
 

Contato de Organização do evento (nome, email, telefone) RIVEIRA RIO EVENTOS BIANCA RIBEIRO (21) 3473-6114 / 2285-0892 riveirario@riveirario.com.br

Fonte financiadora(se houver)
 
Carga horária:
  22:30H
Público alvo:
  MÉDICOS TOCOGINECOLOGISTAS
Objetivo do evento:
 
   
Especialidades:
20 Pontos
Área(s) de atuação:
ENDOSCOPIA GINECOLÓGICA10 Pontos
MAMOGRAFIA10 Pontos
MEDICINA FETAL10 Pontos
ULTRA-SONOGRAFIA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA10 Pontos


Eventos Iterdisciplinares:
 
Programa completo ou preliminar contendo tipo e número de atividades (Aulas, Conferências, Palestras, Mesas Redondas, Temas Livres, etc)
14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 1 Ginecologia Endócrina

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Riscos da anticoncepção combinada:
Coordenadora: Anna Lydia P do Amaral
 Acidente vascular cerebral e infarto do miocárdio: quando existe risco com uso de contracepção hormonal? Antonio Alves do Couto
 Contracepção hormonal aumenta o risco de câncer de colo uterino? Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães
 Contracepção hormonal aumenta o risco de câncer de mama? Jose Ricardo Conte de Souza
 Obesidade. Quando e como prescrever contracepção hormonal? Luiz Felipe Bittencourt de Araujo
 Pílulas de baixa dose associadas aos progestágenos modernos aumentam o risco de tromboembolismo? Ricardo Cristiano L. Rocha
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Hiperprolactinemia: Quando e como usar cabergolina e bromocriptina
Conferencista Flávia Lucia Conceição
Presidente: Maria Grasiela Correia Leite
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Hirsutismo e Hiperandrogenismo:
Coordenador:
 Como diagnosticar a hiperplasia adrenal congênita de forma tardia? Flávia Lucia Conceição
 Tratamento com corticóide ou estrogênio associado ao antiandrogênico? Jose Arnaldo S Ferreira
 Como definir a fonte do hiperandrogenismo? Jose Maria Soares Junior
 Tratamento dermatológico. Maria Kede
 Quando tratar? Patricia de Fatima dos Santos Teixeira
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Amenorréia primária:
Coordenador:
 Neovagina. Qual técnica usar? Juraci Ghiaroni
 Deficiências enzimáticas. Terapêutica. Maria Lucia F. Faria - Endocrinologia
 Roteiro diagnóstico. Carmem Athayde
 Quando e como solicitar cariótipo? Fernando Regla Vargas
 Síndrome de Turner e GH. Usar? Como? Jose Maria Soares Junior
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Contracepção nos extremos da vida reprodutiva.
Conferencista: Nilson Roberto de Melo
Presidente: Maria Grasiela Correia Leite
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Síndrome dos ovários policísticos:
Coordenadora: Marli Serzedelo
 Como diagnosticá-la? Jose Arnaldo S Ferreira
 Como identificar a resistência insulínica? Jose Maria Soares Junior
 Quando e como prescrever sensibilizadores do receptor insulínico? Luiz Felipe Bittencourt de Araujo
 Neuroendocrinologia da SOP. Sebastiao Freitas de Medeiros
 Prevenção cardiovascular e oncológica. Possível? Como? Hugo Miyahira
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Estrogênio natural na pílula anticoncepcional combinada. Quais as vantagens? Novas tendências?
Conferencista: Marcia Mendonca
Presidente: Max Aydelkop Milgram



14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 2 Uroginecologia e Cirurgia Vaginal

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Teoria integral e novos conceitos no prolapso:
Coordenador Luiz Zamagna
 Classificação do prolapso. Qual utilizar? Carlos Augusto Faria
 Teoria integral e evidências para seu uso no manejo cirúrgico da IUE. Jorge Milhem Haddad
 Teoria integral e evidências para seu uso na hiperatividade vesical. Marcia Salvador Geo
 Teoria integral e evidências para seu uso no manejo cirúrgico do prolapso genital. Rachel Silviano Brandão Mucio Barata Diniz
 Entendendo a teoria integral de Petros. Paula Portela Jorjan
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Anatomia do assoalho pélvico. Conceitos atuais e aplicabilidade clínica.
Conferencista Jorge Milhem Haddad
Presidente: Aljerry Dias do Rêgo
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Estudo urodinâmico e incontinência urinária. Evidências científicas atuais.
Coordenador: Maristela V. Peixoto
 Estudo urodinâmico e incontinência urinária. Evidências científicas atuais. É indispensável? Eneida Gonçalves de Oliveira
 Estudo urodinâmico nos grandes prolapsos. Sim ou não? Como? Fábio Leal Laignier Borges
 Existem fatores preditores de complicações e insucessos na IUE? José Carlos de Jesus Conceição
 Quais os principais parametros a serem avaliados pelo clinico. Juliana Branco Dias
 O que é melhor para avaliar a função uretral? Rachel Silviano Brandão Mucio Barata Diniz
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Fístulas urogenitais:
Coordenador Thales Penfold Muniz Soares de Souza
 Pós-operatório. Como conduzir corretamente? Nelson Alfred Smith
 Etiopatogenia e classificação atuais. Há consensos? Ricardo Muniz Ribeiro
 Plug de colágeno. Alternativa minimamente invasiva nas fístulas vesico-vaginais? Viviane Hermann
 Fatores de risco. Como prevenir? Mirian Dambros
 Acesso abdominal ou vaginal? Leonardo Robson S. Bezerra
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Introdução de novos materiais em uroginecologia. Questões éticas e requisitos técnicos.
Conferencista: Manoel Girão
Presidente:
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Sling retropúbico X transobturatório:
Coordenador Aljerry Dias do Rêgo
 Complicações do sling retropúbiclo. Como prevenir? Como tratar? Fábio Leal Laignier Borges
 No defeito esfincteriano uretral. Jorge Milhem Haddad
 Na incontinência urinária de esforço recidivada. Octacílio Figueiredo Netto
 Na incontinência urinária mista. Rachel Silviano Brandão
 Complicações do sling transobturatório. Como prevenir? Como tratar? Viviane Hermann
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Novas tecnologias para correção do prolapso genital. Evidências científicas atuais.
Conferencista: Octacílio Figueiredo Netto
Presidente






14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 3 Patologia do Trato Genital Inferior e Infectologia

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Vacinação da mulher:
 Adolescentes. Edmilson Migowiski
 Gestantes. Hayde Castro
 Imunodeprimida. Geraldo Duarte
 Idosas. Flavia Bravo
 Mulher adulta . Tania Petraglia
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: O que fazer com o corrimento vaginal fisiológico abundante?
Conferencista: Nelson Valente
Presidente: Geraldez Tomaz
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Atualização na infecção pelo HPV:
 Mecanismos da infecção pelo HPV. Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães
 Condução da infecção pelo HPV na terceira idade. Nilma Antas Neves
 Biologia molecular para o ginecologista. Yara Lucia Mendes Furtado de Melo
 Conduta nas lesões intraepiteliais de alto grau em adolescentes menores de 16 anos. Flavia Miranda
 Conduta nas lesões ASC-US e ASC-H Paula Ribeiro de Miranda Maldonado
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Líquen escleroso vulvar:
Coordenador: Paulo Vieira da Costa Lopes
 O que fazer no insucesso da corticoterapia? Palestrante Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães
 O que fazer nos casos de estreitamento intenso do intróito vaginal? Palestrante Vera Lucia Mota da Fonseca
 Quando indicar biópsia? Palestrante
 Devemos tratar pacientes assintomáticas? Palestrante
 Quando iniciar e parar o tratamento? Tratar como? Palestrante
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Vacina contra o HPV. Atualidades.
Conferencista: Luiz Carlos Zeferino
Presidente: Regina Rocco
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Infecção por Chlamydia trachomatis:
Coordenador: Geraldez Tomaz
 Repercussões a curto e longo prazo no trato genital feminino. Filomena Aste Silveira
 É ético tratar o parceiro? Paula Ribeiro de Miranda Maldonado
 Como tratar? Michele Pedrosa
 Como diagnosticar? Palestrante Nilma Antas Neves
 Rastreio. Em quem e como? Palestrante Susana Cristina Aidé Viviani Fialho
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Dermatoses genitais.
Conferencista Vera Lucia Mota da Fonseca Jose Focchi
Presidente Maria Helena de Assumção Pestana









14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 4 Oncologia Genital e Mamária

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Imagem em mastologia:
Coordenador: Henrique Alberto Portela Pasqualette
 Rastreio em paciente de alto risco. Ellyete Canela
 Ressonância mamária. Indicações e limitações. Hélio Sebastião Amâncio de Camargo Jr
 Rastreio mamográfico: Digital ou convenciomal? Quando iniciar? Qual a periodicidade? Linei Augusta Brolini Dellê Urban
 Ressonância mamária. Tendências futuas. Phoebe Freer
 Ultrassonografia da mama. Quando ela é útil? Potencializando resultados. Vânia Ravizzini Manoel Sondermann
 Discussão
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Punções Percutaneas de mama
Coordenador: Henrique Alberto Portela Pasqualette
 Biópsia negativa e seu follow-up? Hélio Sebastião Amâncio de Camargo Jr
 Quando prosseguir investigação? Linei Augusta Brolini Dellê Urban
 Quando indicar biópsia em categoria 3? Phoebe Freer
 Mamotomia por ressonância: resultados. Salete Rêgo
 Core ou mamotomia: Qual o metodo indicar? Vânia Ravizzini Manoel Sondermann
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Cirurgia mamária:
Coordenador Marcelo Bolliger
 Linfonodo sentinela: Como conduzir a micrometástase ? Afrânio Coelho de Oliveira
 Mastectomia Redutora de Risco: Quando indicar? Jacir Luiz Balen
 Cirurgia conservadora pós quimioterapia neoadjuvante. Carlos Ricardo Chagas
 Cirurgia conservadora Oncoplástica. Diogo Franco
 Reconstrução imediata. Indicações e resultados. Viviane Ferreira Esteves
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Evolução no tratamento do câncer de mama.
Conferencista: Carlos Ricardo Chagas
Presidente: Nilcea Neder Cardoso
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Atualização em câncer de mama:
Coordenador: Luis Augusto Ferreira Santana
 Seguimento da paciente pós câncer de mama. Eduardo Bruno Giordano
 Gravidez pós câncer de mama: É segura? Jose Ricardo Conte de Souza Mauricio Magalhaes Costa
 Reposição hormonal e câncer de mama: aspectos atuais. Paulo Mauricio Soares Pereira
 Contracepção pós câncer de mama. Viviane Ferreira Esteves
 Rasteio em pacientes de alto risco. Pedro Aurelio Ormonde
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Atualização em terapia alvo:
Conferencista: Roberto Vieira Paulo Mauricio Soares Pereira
Presidente Alberto Iorio











14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 5 Reprodução Humana e Endometriose

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Abordagem diagnóstica da endometriose:
Coordenador: Virginia F. Siqueira
 Desempenho da ultrassonografia no diagnóstico. Carlos Romualdo Barboza Gama
 Quando e quais marcadores séricos solicitar? Marcia Cristina F Ferreira
 Quando indicar vídeolaparoscopia? Mauricio Simões Abrao
 Qual a validade do diagnóstico clínico? Plinio Tostes Berardo C. da Cunha
 Quando indicar ressonância magnética? Renata Leao
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Endometriose. Há um sistema de classificção com aplicação prática estabelecida?
Conferencista Mauricio Simões Abrao
Presidente Roosevelt Furtado de Vasconcelos
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Síndrome dos ovários policísticos e Infertilidade:
Coordenador: Maria Fernanda Campos Couto
 Quando e como utilizar a metformina? Ana Paula Martins
 Prescrever pílula antes da indução com clomifeno em mulheres com SOP e hiperandrogenismo? Ana Marcia Xavier Bastos
 Citrato de clomifeno ainda é a primeira opção na indução da ovulação? Ivan Andrade de Araujo Penna
 Quando indicar reprodução assistida de alta complexidade em pacientes com SOP? Maria do Carmo Borges de Souza
 Quando indicar drilling ovariano? Luiz Augusto Giordano
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Fertilidade e Câncer:
 Para quais pacientes oncológicas pode ser oferecida a preservação da fertilidade? Ivan Andrade de Araujo Penna
 Quais as técnicas disponíveis para preservação da fertilidade? Mario Cavagna
 Quanto tempo após câncer de mama pode-se permitir gravidez? Mario Nascimento Saraiva
 Como estimular a ovulação em mulheres pós câncer de mama? Paulo Gallo
 Quem deve decidir sobre o futuro reprodutivo? Médico, mulher ou casal? Sergio Rego
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Novos marcadores para auxílio diagnóstico e novas possibilidades de tratamento clínico em Endometriose.
Conferencista: Marco Aurélio Pinho de Oliveira
Presidente: Marcio Fernando Lamblet
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Adenomiose:
Coordenador: Maria Albina Catellani
 Qual a relação entre adenomiose e infertilidade? Dirceu Crispi Filho
 Validade da embolização. Juraci Ghiaroni
 Como diagnosticar adenomiose? Marcia Cristina França Ferreira
 Adenomiose e Endometriose. São a mesma doença? Plinio Tostes Berardo C. da Cunha
 Tratamento clínico. Como? Quando? Sergimar Padovezi Miranda
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Ultrassonografia em reproduçao humana. Limites da técnica.
Conferencista: Marcelo Burlá
Presidente: Roosevelt Furtado de Vasconcelos







14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 6 Reprodução Humana e Endometriose

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Ablação do endométrio:
Coordenador:
 Via histeroscópica ou não? Qual a melhor? Pedro Ivo Bastos Pereira
 Quais as indicações? Critérios. Francisco Eduardo Prota
 Ablação endometrial ou sistema intra-uterino de levonorgestrel? Qual a melhor opção? Luiz Cavalcanti de Albuquerque Neto
 Como evitar gravidez após ablação? Reginaldo Guedes Coelho Lopes
 Riscos e complicações da ablação, histeroscópica ou não. Como prevenir e tratar? Ricardo Franco Pedreschi
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Histeroscopia cirúrgica ambulatorial. Quando e como?
Conferencista: Luiz Cavalcanti de Albuquerque Neto
Presidente: Lenita Panaro
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Controvérsias em histeroscopia:
Coordenador:
 Creme vaginal com estrogênio facilita o exame ambulatorial? Lilian Padron
 Na suspeita de carcinoma endometrial fazer histeroscopia com líquido ou gás? Luiz Cavalcanti de Albuquerque Neto
 Endométrio de espessura reduzida á histeroscopia quando há espessamento endometrial à ultrassonografia. Biópsia sempre? Reginaldo Guedes Coelho Lopes
 Discrepância entre laudo histopatológico e imagem histeroscópica. O que fazer? Sergimar Padovezi Miranda
 Reflexo vagal no consultório. Prevenção e tratamento. Walter Antonio Prata Pace
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Vídeolaparoscopia e endometriose:
Coordenador: Walter Antonio Prata Pace
 Endometriose no pré-operatório. Diagnóstico por USG ou RM? Anelise Oliveira
 Endometrioma ovariano. Quando e como tratar? Jean Pierre Barguil Brasileiro
 Ressecção segmentar ou exérese do nódulo nos endometriomas intestinais? Paulo Ayroza
 Endometriose infiltrativa profunda. Tratamento clínico ou cirúrgico? Como tratar? Paulo Cara
 Endometriose mínima, leve e infertilidade. Causa ou efeito? Paulo Roberto Mussel Barroso
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Adenocarcinoma de endométrio. Tratamento laparoscópico ou laparotômico?
Conferencista: Jurandyr Moreira de Andrade
Presidente: Marcio Lambret
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Complicações em vídeolaparoscopia ginecológica:
Coordenador:
 Como tratar as complicações infecciosas? Celso Ferreira Ramos Filho
 Quais as complicações e soluções da primeira punção? Paulo Ayroza
 Como reconhecer e tratar as complicações do trato urinário? Paulo Cará
 Como reconhecer e tratar as complicações do trato digestivo? Osmar Creuz
 Como reconhecer e tratar as complicações vasculares? Renato Luna
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Qual a melhor forma de ensino e treinamento para aprendixado em vídeolaparoscopia ginecológica?
Conferencista: Flavio Malcher Martins de Oliveira
Presidente Atila Crelier





14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 7 Climatério e Osteoporose

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Tratamento com bifosfonatos:
Coordenador: Renata Alexandra Calixto Pinheiro
 Qual a duração ideal? Jaime Danovsky
 Manejo das fraturas atípicas. Ben-Hur Albergaria
 Como prescrever? Posologias. Paulo Lacativa
 Manejo da osteonecrose de mandíbula. Joao Sabino Pinho Neto
 Quais drogas disponíveis? Qual escolher? Roberto Carneiro
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Cálcio e Fósforo. Importância no organismo feminino.
Conferencista Ben-Hur Albergaria
Presidente Cristina Aragão
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Terapia hormonal no climatério:
Coordenador: Eduardo Vieira
 Terapia combinada X estrogênica isolada e o risco oncológico mamário. Almir Urbanetz
 Doença cardiovascular. Risco ou proteção? O tempo de início interfere? Antonio Alves do Couto
 Quando associar o androgênio à terapia hormonal? Como usar? Luiz Ferraz de Sampaio Neto
 Importância da janela de oportunidades. Por que cinco anos? Marco Aurelio Albernaz
 Como escolher a via? Ricardo M. da Rocha Meireles
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Osteoporose pré-menopausa:
Coordenador: Renata Alexandra Calixto Pinheiro
 Tratamento. Ben-Hur Albergaria
 Como a dieta auxilia na prevenção? Célia Regina da Silva
 Como os exercícios físicos auxiliam na prevenção? José Fernando Barreiro
 Etiologia e fatores de risco. Roberto Carneiro
 Como diagnosticar? Luiz Gregorio
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Rastreamento de doenças no climatério.
Conferencista: Almir Urbanetz
Presidente: Maria Jose Teixeira
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Controvérsias em terapia hormonal no climatério:
Coordenador:
 Como conduzir os sintomas climatéricos em mulheres após tratamento do câncer de mama? O tempo livre de doença interfere na prescrição? Afrânio Coelho de Oliveira
 Como tratar a tabagista com sintomas climatéricos? Almir Urbanetz
 Como conduzir os sintomas climatéricos em mulheres após tratamento do melanoma, do câncer de endométrio e ovariano? Eliana Nahas
 Como tratar a obesa com sintomas climatéricos? Luiz Ferraz de Sampaio Neto
 Como tratar a diabética e hipertensa com sintomas climatéricos? Marco Aurelio Albernaz
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Osteopenia. Como conduzir?
Conferencista: Jaime Danovsky
Presidente: Camille Giehl Martins Miranda





14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 8 Gestação de Alto Risco

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Gestação Múltipla:
Coordenador:
 Assistência pré-natal: O que difere da gestação única? Albertino Moreira Bastos
 Rastreamento da Aneuploidia: Biofísico e Bioquímico. Fernando Maia Peixoto Filho
 Via de Parto. Nilo Vidigal de Carvalho
 Fetos discordantes com doppler normal. Paulo Roberto Nassar de Carvalho
 Síndrome da transfusão feto-fetal: como conduzir? Renato Augusto Moreira de Sá
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Predição e Prevenção da Pre-Eclampsia/Eclampsia.
Conferencista: Soubhi Kahhale
Presidente: Mario Celso
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Pré-eclampsia:
Coordenador: Telmo Henrique Barbosa de Lima
 Rastreamento no primeiro trimestre. Ana Elisa Rodrigues Baiao
 Manejo da Pré-Eclampsia Leve / Moderada. Andre Luiz Magdalena Dourado
 Como usar anti-hipertensivos depois do parto? Luciana de Barros Duarte
 Manejo da Pré-Eclampsia Grave. Paulo Roberto Nassar de Carvalho
 Doppler de Artéria Oftálmica
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Trombofilia:
 Repercussões Maternas Alexandre José Baptista Trajano
 Quando rastrear? Flavia Cunha
 Quando tratar? Roger Levy
 Repercussões Fetais Roseane Mattar
 Mitos e Verdades: Visão Geral Roseane Mattar
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Pré-eclampsia: tem valor a predição na ausência de uma prevenção adequada?
Conferencista: Olimpio Barbosa Lucena
Presidente:
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Prematuridade:
Coordenador: Telmo Henrique Barbosa de Lima
 Corticóide: Como e quando usar? Albertino Moreira Bastos
 Tocoliticos: como usar? Fernanda Campos
 Prevenção. Luciana de Barros Duarte
 Predição: Bioquímica e biofísica. Renato Augusto Moreira de Sá
 Uso da Progesterona. Renato Passini Jr
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: As limitações atuais da neonatologia.
Conferencista: Joffre perinatal neonatal
Presidente:









14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 9 Medicina Fetal

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Situações de Morte:
Coordenador Paulo José Klingenfuss
 Como tentar determinar as causas do obito fetal. Eduardo Sergio Valerio Borges da Fonseca
 O que muda na conduta da próxima gestação? Jair Braga
 Óbito precoce quando investigar? Antônio Rodrigues Braga Neto
 Óbito fetal no termo. Glaucio de Moraes Paula
 Como identificar o feto de risco..Fernanda Freitas
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Dopplerfluxometria Insuficiência Placentária: Critérios para interrupção da gestação.
Conferencista Renato Augusto Moreira de Sá
Presidente: Cristiano Lopes
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Restrição de Crescimento Fetal:
Coordenador Manoel Pereira Pinto Filho
 Vitabilidade Fetal indicação de parto. Eduardo Sergio Valerio Borges da Fonseca
 Como diagnosticar? Carolina Carvalho Mocarzel
 Conduta: O que os guidelines preconizam? Fernanda Campos
 Crescimento discordante no gemelar. José Paulo Pereira Júnior
 Etiologia e Classificação. Viviane Nascimento Pereira Monteiro
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Cromossomopatias:
 Translucência Nucal Aumentada: O que fazer? Jair Braga
 Técnicas invasivas no diagnóstico pré-natal - como orientar? Joffre Amin Junior
 Importância dos algorítimos? Cristiane Alves de Oliveira
 Marcadores bioquímicos. Tem valor? FERNANDO VARGAS - DAFNE
 Marcadores do segundo trimestre - como interpretá-los? Dailson Damian
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: O papel atual da função endotelial na gestante.
Conferencista: Carlos Antonio Barbosa Montenegro
Presidente:
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Infecções Congênitas:
 Conduta - Toxoplasmose. Ana Elisa Rodrigues Baiao
 Gestante com IgG negativo. Claudia Barquinha
 Diagnóstico e conduta - Parvovirus (Eritrovirus) e Listeriose. Cristos Pritsivelis
 Rastreamento - como interpretar? Evelise Pochmann da Silva
 Devemos rastrear o que não podemos tratar. Tomas
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Pequeno para Idade Gestacional ou Restrição de Crescimento Fetal: Conduta Assistencial
Conferencista: Jorge F. de Rezende Filho
Presidente: Siglia Sousa de França







14 de outubro de 2010 (quinta-feira)

Sala 10 Assistência Obstétrica e Mortalidade Materna

07:30 - 08:00 Abertura Secretaria
08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Verdade absoluta?
Coordenador James José de Carvalho Sodré
 Duas cesáreas sempre cesárea. Cristiane Alves de Oliveira
 Parto gemelar deve ser sempre cesárea. Helvio Bertolozzi Soares
 O parto vaginal é o único vilão da paralisia cerebral. Jacob Arkader Amadeu Ramos da Silva Filho
 Monitorização Eletronica Fetal reduz a chance de asfixia. Jorge F. de Rezende Filho
 Episiotomia é desnecessario? Luciana de Barros Duarte
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: O futuro da relação do obstetra com outros profissionais da assistência ao parto.
Conferencista: Helvio Bertolozzi Soares
Presidente: Flavio Tannure
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Mortalidade Materna:
Coordenador James José de Carvalho Sodré
 Qual o pré-natal ideal para sua redução? Ana Cristina Pinheiro Fernandes Araújo
 Mortalidade Materna nos extremos de idade. Evelise Pochmann da Silva
 Políticas públicas de saúde Flavio Monteiro de Souza
 A cesariana como fator de morte materna Frederico J. A. Peret
 Como evitar o subregistro? Jose Leonidio
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Como identificar e controlar o risco de morte materna por?
Coordenador: Flavio da Costa Vieira
 Sepse. Roger Denny Rohloff
 Hipertensão. Marcos Vianna Lacerda de Almeida
 Negligência, imperícia e imprudência. Olimpio Barbosa
 Hemorragia. Eduardo Cordioli
 Cardiopatias. Ivan Luiz Cordovil de Oliveira
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Sulfato de magnésio: proteção materna e fetal?
Conferencista: Soubhi Kahhale
Presidente: ROOSEVELT
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: HIV
Coordenador: Flavio da Costa Vieira
 Repercusão fetal dos anti-virais. Mauro Schechter
 Profilaxia no parto Antonio Paulo Lafayette Stockler da C. Nunes
 Bolsa rota: como manejar? Cristiane Alves de Oliveira
 Manejo no pré-natal. Glaucio de Moraes Paula
 Discussão
 Via de parto: recomendação e controvérsias. Alessandra Caputo
18:00 - 18:30 Conferência: Valor da circlagem pré e pós concepção
Conferencista: Renato Passini Jr
Presidente: Jose Antonio do Nascimento Filho








15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 1 Ginecologia Endócrina

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Anticoncepção em casos especiais. Quais os métodos mais adequados na(o):
 Diabetes melitus. Antonio Eugenio Motta Ferrari
 Após cirurgias bariátricas Jarbas Magalhães
 Hipertensão arterial sistêmica Marcelino Espírito Hofmeister Poli
 Cefaléia tensional e enxaqueca Maria Auxiliadora Budib
 Doenças auto-imunes Regina Guazelle
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Uso racional das dosagens hormonais em ginecologia endócrina. O que realmente ajuda?
Conferencista: Lucas Vianna Machado
Presidente: Telmo
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Sangramento uterino disfuncional:
Coordenador Monica Esposito
 Roteiro diagnóstico. Juraci Ghiaroni
 Conceitos e fisiopatologia. Lucas Vianna Machado
 Tratamento ambulatorial. Prevenção das recidivas. Por quanto tempo? Sebastiao Freitas de Medeiros
 Tratamento nas urgências. O que solicitar? Como conduzir? Luis Gustavo Bueno
 Tratamento cirúrgico. Eduardo Vale
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Manejo das intercorrências clínicas com uso de anticoncepcionais hormonais. Como resolver?
Coordenador: Ruben Bocikis
 Diminuição do desejo sexual. Jorge José Serapião
 Sangramentos irregulares com uso de SIU de levonorgestrel. Silvio Silva Fernandes
 Sangramentos irregulares com uso de injetáveis trimestrais e implantes. Tatiana Serra da Cruz
 Sangramentos irregulares com uso de pílula, adesivo e anel. Zuleide Aparecida Felix Cabral
 Retenção hídrica, ganho de peso e mastalgia. Regina Guazelle
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Mecanismos bioquímicos da ovulação:
Conferencista: Sebastiao Freitas de Medeiros
Presidente Gilda Maria Leite de Araújo
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Novos critérios de elegibilidade da OMS:
 Oncologia ginecológica Antonio Eugenio Motta Ferrari
 Doenças infecciosas e uso de antiretrovirais Jarbas Magalhaes
 Doença cardiovascular arterial e venosa Marcelino Espírito Hofmeister Poli
 Doenças reumáticas e hepáticas Maria Auxiliadora Budib
 Doenças neurológicas e psiquiátricas Rosires Pereira de Andrade
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Correlação da fisiologia do ciclo ovulatório com os achados de imagem ultrassonográfica
Conferencista: Euderson Kang Tourinho
Presidente: Fernando Azevedo








15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 2 Assistência Obstétrica e Mortalidade Materna

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Tratamento da incontinência urinária de esforço::
Coordenador Andreza de Almeida e Albuquerque
 Cirurgia de Burch ainda tem espaço? Aguinaldo Ferreira Leite Filho
 Injeção periuretral: quando fazer e qual o melhor material? Fábio Leal Laignier Borges
 Ainda indicamos sling de aponeurose? Marcia Salvador Geo
 E a técnica de Kelly-Kenndy? Jamais? Jorjan
 Existem evidências para o uso do minisling? Ricardo Oliveira e Silva
 Discussão
Conferência: Evidências e evolução dos slings. Qual sling para qual paciente?
Conferencista Marcia Salvador Geo
Presidente Maristela v Peixoto
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Bexiga hiperativa. Perspectivas Atuais:
Coordenador
 Terapia combinada ou isolada? Eneida Oliveira
 Tratamento com duloxetina ou estrogenioterapia Janaína Henriques Sobrinho Ribeiro
 Tratamento com agonistas alfa-adrenérgicos Marcia Salvador Geo
 Outros tratamentos disponíveis Ricardo Muniz Ribeiro
 Tratamento com antimuscarínicos Viviane Hermann
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Prolapso dos órgãos pélvicos:
Coordenador Manoel Girão
 Prolapso apical. Qual o melhor tratamento? Agnaldo Lopes da Silva Filho
 Prolapso parede posterior. Qual a melhor técnica? Aparecida Maria Pacetta
 Colpoperineoplastia. Há novidades? Carlos Fernandes Baptista
 Prolapso parede anterior. Qual a melhor técnica? Octacílio Figueiredo Netto
 Quando fazer e não fazer histerectomia vaginal com útero normal? Luiz Zamagna
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Cirurgia pélvica reconstrutiva e função sexual
Conferencista: Aparecida Maria Pacetta
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Infecção do trato urinário de repetição :
 Qual o papel da imunoterapia na prática clínica atual? Eduardo Carraro
 E. coli e urotélio: conflito ou convivência? Aparecida Maria Pacetta
 Diagnósticos diferenciais que devem ser lembrados Janaína Henriques Sobrinho Ribeiro
 Evidência das estratégias de antibioticoprofilaxia atuais Renato Torres Gonçalves
 Nas mulheres acima de 80 anos. O que fazer? Mauricio Rubinstein
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Terapia com células tronco para IUE. Estado da arte.
Conferencista: Ricardo Oliveira e Silva
Presidente








15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 3 Patologia do Trato Genital Inferior e Infectologia

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Vulvovaginites. Como conduzir?
 Candidíase recorrente Edison Natal Fedrizzi
 Vaginite descamativa Marcia Fuzaro Terra Cardial
 Vaginose citolítica Paulo Cesar Giraldo
 Vaginose bacteriana recorrente Susana Cristina Aidé Viviani Fialho
 Tricomoníase Alexandra Richa
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Direitos reprodutivos do casal soropositivo
Conferencista Maria do Carmo Borges de Souza
Presidente Ciria Pinto
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Dúvidas sobre a vacinação contra o HPV:
 Pacientes com infecção pelo HPV atual ou prévia devem ser vacinadas? Edison Natal Fedrizzi
 Pacientes imunodeprimidas podem ser vacinadas? Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães
 Pacientes com mais de 26 anos devem ser vacinadas? Custo benefício. Nelson Vespa Jr
 Vacina bi ou quadrivalente? Newton Sergio de Carvalho
 Os homens devem ser vacinados? Nilma Antas Neves
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Como conduzir?
 Hidroadenite Lucia Azevedo Adriana de C Correa
 Vulvodínea Claudia Marcia de Azevedo Jacyntho
 Herpes recorrente Mauro Romero Leal Passos
 Prurido vulvar
 Lesões extensas e/ou volumosas do HPV Newton Sergio de Carvalho
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Sífilis congênita como complicação de sífilis adquirida na mulher: Será que não tem fim?
Conferencista: Mauro Romero Leal Passos
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Ectopia cervical:
Coordenador Pedro Noleto
 Mucorréia. O que fazer? Humberto Tindo Maximiano da Silva
 Suspender a pílula anticoncepcional? Marcia Fuzaro Terra Cardial
 Favorece o câncer de colo uterino? Nelson Vespa Jr
 Cauterizar? Paulo Cesar Giraldo
 Favorece DSTs? Newton Sergio
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Identificação do risco individual para o desenvolvimento do câncer de colo e vulva
Conferencista Gutemberg Leão de Almeida Filho
Presidente Maria Helena de Assumção Pestana











15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 4 Oncologia Genital e Mamária

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Risco para cancer de mama:
Coordenador Luis Fernando Amaral
 Rastreamento populacional. Após os 40 ou 50 anos? Jose Ricardo Conte de Souza
 Existe profilaxia? Aleksandr S. Miyahira
 Pacientes jovens de alto risco. Papel da mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética. Alice Brandão
 Testes genéticos de mutação do BRCA 1-2 na prática. Quando? Augusto Cesar P da Rocha
 E o papel do auto-exame? Útil? Roberto Vieira
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Estadiamento de neoplasias ginecológicas através da ultrassonografia. Realidade ou ficção?
Conferencista Evaldo Trajano
Presidente: Sinval Machado
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Câncer de ovário
Coordenador Antonio T. Sobrinho
 Manejo do tumor borderline na pré e pós-menopausa Gustavo Iglesias
 Quando instituir tratamento conservador? Erico Lustosa
 Linfadenectomia paraórtica sempre? Jurandyr Moreira de Andrade
 Novo estadiamento da FIGO Ronaldo Carauta de Souza
 Rastreio? Como? Walquíria Quida Salles Pereira Primo
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
Mesa Redonda: Atualização em cancer de endométrio :
Coordenador Carlos Henrique Silva Paes
 Como fazer a avaliação pré-tratamento? Etelvino de Souza Trindade
 Novos estadiamentos. O que mudou na prática do cirurgião? Gustavo Py Gomes da Silveira
 Tipos histológicos especiais: seroso papilífero e de células claras. O que muda no tratamento? Luiz Carlos Zeferino
 Indicadores de prognóstico e seleção para tratamento adjuvante. Sergio M Nicolau
 Tratamento cirúrgico. Renato de Souza Bravo
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Princípios fundamentais da cirurgia oncológica.
Conferencista: Euridice Figueredo
Presidente: Moacir Serodio
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: O diagnóstico mudou: como conduzir?
 No útero retirado havia câncer não suspeitado no colo.Etelvino de Souza Trindade
 Não é somente mioma; é leiomiossarcoma. Gustavo Py Gomes Da Silveira
 O cisto ovarino retirado pela laparoscopia é cistoadenocarcinoma seroso. Luiz Carlos Zeferino
 Durante a cesariana há tumor ovariano Sergio M Nicolau
 Além do mioma havia adenocarcinoma endometrial. Walquíria Quida Salles Pereira Primo
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Marcadores tumorais no diagnóstico: quando e como ser valorizado?
Conferencista: Jurandyr Moreira de Andrade
Presidente Gilcemar Passos









15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 5 Reprodução Humana e Endometriose

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Endometriose e Infertilidade
 Riscos do tratamento da infertilidade em mulheres com endometriose Alvaro Petracco
 Como deve ser a abordagem do endometrioma para preservar a fertilidade? Claudia Navarro Carvalho Duarte Lemos
 Como a endometriose peritoneal, ovariana e infiltrativa alteram a fertilidade? Marcia Cristina França Ferreira
 A realização de ciclos repetidos e estimulação ovariana para reprodução assistida afeta a taxa de recorrência? Mariangela Badalotti
 Qual a melhor opção de tratamento para endometriose: cirurgia ou reprodução assistida? Mario Cavagna
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Avanços tecnológicos na cirurgia da endometriose.
Conferencista: Mauricio Simões Abrao
Presidente: Silvia Zahar
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Dor Pélvica na endometriose:
Coordenador
 Principais diagnósticos diferenciais Antonio Carlos Lemos Marcondes
 Qual a melhor opção para o controle clínico da dor? Carlos Alberto Petta
 Qual o papel das terapias alternativas no controle da dor? Décio Luis Alves
 Quando instituir o tratamento cirúrgico? Renato Ferrari
 Como deve ser o acompanhamento destas pacientes? Roberto de Azevedo Antunes
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio 14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Reprodução Assistida:
Coordenador:
 Reduzindo custos joaquim roberto c lopes
 Avanços recentes Alvaro Petracco
 Diagnóstico genético pré-implantação Claudia Navarro Carvalho Duarte Lemos
 É realmente necessário realizar ICSI? Resultados gestacionais quando comparada à FIV Clásica. Maria do Carmo Borges de Souza
 Preservação da fertilidade em pacientes com câncer Mariangela Badalotti
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Preservação da fertilidade em pacientes com câncer de mama.
Conferencista: Mario Cavagna Jose Gonçalves Franco Junior
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Endometriose Infiltrativa:
Coordenador
 Qual a estratégia dos exames complementares? Carlos Alberto Petta
 Quando indicar tratamento clínico? Dirceu Crispi Filho
 Como abordar a endometriose intestinal? Frederico José Silva Correa
 Como abordar endometriose extra-abdominal? Ivete de Avila
 Como abordar a endometriose do trato urinário? Marco Aurélio Pinho de Oliveira
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Como acompanhar a endometriose em seus vários estadiamentos após cirurgia?
Conferencista: Ivete de Ávila
Presidente






15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 6 Endoscopia Ginecológica

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Miomectomia histeroscópica
Coordenador
 Como tratar a sobrecarga hídrica? Como prevení-la? Jorge Calazans Marlon
 Qual a melhor técnica para miomectomia? Francisco Eduardo Prota
 Qual a relação entre mioma submucoso e infertilidade? Reginaldo Guedes Coelho Lopes
 Como fazer o diagnóstico pré-operatório do tipo de mioma submucoso? Ricardo Franco Pedreschi
 Quando fazer miomectomia em dois tempos? Papel do análogo do GnRH. Ricardo Franco Pedreschi
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Anticoncepção por histeroscopia. Como, quando e resultados.
Conferencista Daniella de Batista Depes
Presidente Jandira Areia
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Histeroscopia e sangramento uterino anormal :
Coordenador
 O que considerar espessamento endometrial á ultrassonografia? Mauad
 Pólipos endometriais. Polipectomia sempre? Jose Carlos Damian Junior
 Há relação entre sangramento uterino anormal e cicatriz de cesárea? Pedro Ivo Bastos Pereira
 Como classificar as hiperplasia de endométrio? Roberto Alfonso Arcuri
 Consequências do tamoxifeno para o endométrio Simone Josiane Westarb
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Vídeolaparoscopia nos tumores anexiais
Coordenador José Carlos de Jesus Conceição
 Diante da suspeita intra-operatória de malignidade ou de baixo potencial de malignidade, o que fazer? Humberto Tindo Maximiano da Silva
 Quais as principais medidas de prevenção aderencial? Quais os resultados? Jean Pierre Barguil Brasileiro
 O que fazer nas torções anexiais? Ooforectomia sempre? Jose Carlos Damian Junior
 Diagnóstico pré-operatório. Qual melhor protocolo? Thiers Soares Raymundo
 Quais os limites da abordagem laparoscópica dos tumores anexiais? Ricardo Pereira
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Vídeolaparoscopia de punção única. Quando? Como?
Conferencista: Ricardo Pereira
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Vídeolaparoscopia e infertilidade
Coordenador Jean Pierre Barguil Brasileiro
 Qual a melhor técnica de recanalização tubária pós-laqueadura? Isaac Moise Yadid
 Quando e como fazer a abordagem cirúrgica ovariana em mulheres com SOP e infertilidade? Luiz Augusto Giordano
 Resultados laparoscópicos na infertilidade sem causa aparente Marcio Coslovsky
 Há espaço para o second-look laparoscópico no tratamento da infertilidade feminina? Caio Parente Barbosa
 Quando preservar a tuba no tratamento cirúrgico da gravidez tubária? Thiers Soares Raymundo
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Cirurgia laparoscópica. Considerações na paciente obesa
Conferencista: Antonio Bispo
Presidente






15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 7 Climatério e Osteoporose

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Falência ovariana prematura
Coordenador
 Qual estrógeno preferir? Hitomi Miura Nakagava
 Necessário terapia androgênica? Como e quando? Aarão Mendes Filho
 Até quando manter a terapia hormonal? Hugo da Silva Maia Filho
 O que é necessário para um diagnóstico preciso? Ivis Alberto L. B. de Andrade
 Necessário monitorizar o osso? Como? Qual Intervalo? Paulo Lacativa
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Terapia hormonal para osteoporose. Onde estamos após os megatrials?
Conferencista: LUIS RUSSO
Presidente Afonso Henriques
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Perimenopausa:
Coordenador
 Até quando utilizar métodos contraceptivos? Luiz Felipe Bittencourt de Araujo
 Como conduzir? Qual propedêutica solicitar? Aarão Mendes Filho
 O hipotálamo na perimenopausa. Hugo da Silva Maia Filho
 Qual método contraceptivo prescrever? Silvio Silva Fernandes
 Endocrinologia do ovário na perimenopausa. Função Intácrina e parácrina Ivis
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Ação dos hormônios no organismo feminino
Coordenador
 Estrogênios naturais e tabagismo. Pode? Para quem? Eliana Aguiar Petri Nahas
 Progestágenos e alterações do humor. Mito ou realidade? Hugo da Silva Maia Filho
 Estrogenioterapia interfere na função cognitiva? Ivis Alberto L. B. de Andrade
 Terapia hormonal aumenta o risco de AVC? Nilson Roberto de Melo
 O progestágeno influi no risco trombótico? Francine Machado Ribeiro
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Benefícios da terapia hormonal vaginal para as estruturas pélvicas. Evidências científicas
Conferencista: Marair Gracio Ferreira Sartori
Presidente Mauricio Barbosa
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Atualização em Hormonioterapia
Coordenador Elisabeth Costa Martins
 SERMS. Drogas e regimes. Para quem? Aarão Mendes Filho
 Qual progestágeno? O que são os antiprogestágenos? Amanda Valeria Luna de Athayde
 Qual fitormônio escolher? Quando? Décio Luis Alves
 Qual via escolher? Eliana Aguiar Petri Nahas
 Até quando usar hormonioterapia? Luiz Felipe Bittencourt de Araujo
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Qual a melhor droga para o tratamento da insuficiência androgênica na pós-menopausa? Quem pode usar? Como usar? Por quanto tempo?
Conferencista: Luciano de M. Pompei
Presidente Agostinho Serodio






15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 8 Gestação de Alto Risco

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Obesidade:
Coordenador Mario Fritsch
 Pré-natal na gestante obesa: o que muda? Ana Cristina Pinheiro Fernandes Araújo
 Repercussões fetais. Jose Dias Rego
 Gestação pós-cirúrgia bariátrica Ana Rosa Cunha Machado
 Via de parto? Carlos Augusto Cabral Vilma Guimarães
 Síndrome Metabólica na Gestação Wille Oigman
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Acretismo Placentário: Como diagnosticar? Como conduzir?
Conferencista Marcelo Burlá
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Diabetes e Gestação
Coordenador Francisco Gonzaga
 Manejo da diabética que engravidou? Celso Vieira de Mello
 Diagnóstico do diabetes gestacional: o que muda? Lenita Zadenverg
 Avaliação fetal quando interromper? Pedro Rogério Furley dos Santos
 Existe uma via de parto mais segura para a gestante diabética? Nilo Vidigal de Carvalho
 Manejo do diabetes gestacional. Solange Travassos
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Uso de Anticoagulantes no ciclo grávido puerperal
Coordenador
 Indicações do uso na gestação Marcelo de Souza Trindade
 Quem deve conduzir Nilson Ramires de Jesus
 Indicações do uso no puerpério Dani Sillardi
 Anticoagulantes orais: como manejar na gestação FRANCINE M RIBEIRO
 Estamos usando muito anticoagulante? Análise crítica
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Função cardiaca materna na pre eclampsia grave. 1, 2, 3 trimestres.
Conferencista: Marcelo Indicar
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: O papel da Unidade de Terapia Intensiva Materna:
Coordenador Manoel Pereira Pinto Filho
 Síndrome HELLP - podemos adotar uma conduta consevadora? Alexandre José Baptista Trajano
 Manejo da sepse. Milena Espelta
 O papel do intensivista no manejo das hemorragias Joao Andrade
 Quando encaminhar? Rosane Goldwasser
 Morbidade Materna Grave "Near Miss"
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Pré natal da gestante idosa
Conferencista: Olimpio Barbosa
Presidente









15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 9 Medicina Fetal


08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Como orientar a gestante com este achado ultrassonografico?
Coordenador
 Golf Ball Adriana Burlá
 Ventriculomegalia limitrofe Mauro Arenasio
 Pielectasia Alessandra Heringer
 Focos ecogenicos abdominais Mauricio Lorenzato
 Derrame pericardico Fatima Leite
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Interrupção legal da gestação e normas para laqueadura tubária.
Conferencista: Luis Fernando Soares Moraes
Presidente Siglia Sousa de França
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Quando indicar?
Coordenador Marcelo Burlá
 Biopsia Fetal Pedro Rogério Furley dos Santos
 Cordocentese Joffre Amin Junior
 Amniocentese Mauricio Lorenzato
 Fetoscopia Andre Luiz Arnaud Fonseca
 Biopsia de Vilo Corial Sergio Luis Simoes
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Propedeutica Fetal
Coordenador
 Quando solicitar Maene Marconde Cardoso
 Cardiotocografia Basal - seu espaço na atualidade Antonio Braga
 Ultrassonografia 3D / 4D - Uso racional
 Perfil Hemodinamico Fetal Mauricio Lorenzato
 Ecocardiograma fetal - deve ser uma rotina? Fatima Leite
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Parto monitorizado resultados peri-natais
Conferencista: Antônio Rodrigues Braga Neto
Presidente Antonio carlos Cavaliere D oro
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Como eu conduzi. Apresentação de Casos por Especialistas
Coordenador
 Teratoma Sacro-coccigeo Marcos Turcatel
 Hérnia Diafragmática Congênita Paulo Tavares
 Derrame Pleural Bilateral Renato Augusto Moreira de Sá
 Malformação Adenomatosa Cistica Nilson Ramires de Jesus
 Onfalocele Sergio Luis Simoes
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: SAF - Sindrome do Alccolismo Fetal
Conferencista: José Mauro Braz de Lima
Presidente Moises Retchman








15 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Sala 10 Assistência Obstétrica e Mortalidade Materna

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Indução do Parto
Coordenador Julio Eduardo Gomes Pereira
 Parametros para a indução Fernanda Freitas
 A realidade brasileira Eduardo Sergio Valerio Borges da Fonseca
 Manejo das drogas Fernando Maia Peixoto Filho
 Cicatriz uterina e indução do parto Olimpio Barbosa
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Operatória transpélvica no terceiro milênio
Conferencista Roberto Messod Benzecry Francisco Edson de Lucena Feitosa
Presidente Washington Luiz Ferreira Rios
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Aleitamento materno
Coordenador Julio Eduardo Gomes Pereira
 Cuidado com as mamas duratne o pré-natal e puerpério Augusta Maria Batista de Assumpção
 Manejo do ingurgitamento mámario Aleksandr S. Miyahira
 Interrrupção da lactação Carolina Carvalho Mocarzel
 Tratamento da principais intercorrências Mamárias Cristos Pritsivelis
 Anticoncepção ideal durante o aleitamento: quando iniciar? Juliana Esteves
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Cesariana:
Coordenador Washington Luiz Ferreira Rios
 Repercurssões reprodutivas da cicatriz da cesarianaEduardo Vale
 Aspectos Éticos e Medico Legais Rafael Parente
 Técnica microinvasiva Antônio Rodrigues Braga Neto
 Como reduzir as complicações maternas e do recém nascidos Jacob Arkader
 Como avaliar a cicatriz uterina Mauro Arenasio
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Atualização em doença trofoblástica gestacional.
Conferencista: Paulo Belfort
Presidente: Jose Antonio do Nascimento Filho
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Hipertensão na gravidez:
Coordenador
 Quando internar Flavia Cunha
 Diagnóstico dos estados hipertensivos Hamilton Julio
 Cuidados na assistência ao parto Marcus José do Amaral Vasconcellos
 Sulfato de magnésio e drogas hipotensoras Renato Passini Jr
 Quando encaminhar para a unidade de terapia intensiva Beatriz Valiati
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Distocia fetal é previsivel?
Conferencista: Roberto Messod Benzecry
Presidente Salvador Vieira de Souza





16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 1 Ginecologia Endócrina

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Anticoncepção em situações clínicas específicas.
Coordenador
 O que é adequado usar nos casos de mioma uterino João Tadeu Leite dos Reis
 Contracepção em mulheres com antecedente familiar de primeiro grau de câncer de mama Marcos Felipe Silva de Sá
 SOP. As pílulas com progestágenos antiandrogênicos são preferíveis? Rogerio Bonassi Machado
 Até quando e como usar anticoncepcional oral na perimenopausa? Rosires Pereira de Andrade
 Contracepção hormonal em mulheres com história familiar de trombofilias. Como rastrear? Como prescrever? Tereza Maria Pereira Fontes
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Repercussões endócrinas da obesidade
Conferencista Ricardo M. da Rocha Meireles Amelio Godoy
Presidente Gilda Maria Leite de Araújo
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Amenorréia Secundária:
Coordenador
 Diagnóstico e tratamento da hiperplasia virilizante da supra renal forma não clássica Flávia Lucia Conceição
 Tratamento das amenorréias hipotalâmicas Lucas Vianna Machado
 Falência ovariana prematura. Como conduzir? Tratar até quando? E o osso? Marcos Felipe Silva de Sá
 Tratamento e seguimento das hiperprolactinemias Valeska Mansur Kuba
 Investigação. Roteiro prático Zuleide Aparecida Felix Cabral
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Cirurgia bariátrica:
Coordenador
 Técnicas restritivas X disabsortivas. Osmar Creuz
 Contracepção hormonal. É possível? Como? Rogerio Bonassi Machado
 Aspectos hormonais pós-operatórios Hugo Miyahira
 Manejo clínico das pacientes pós-cirurgia bariátrica Luis Lavalle
 Complicações da cirurgia bariátrica. Luiz Alfredo Almeida
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Síndrome dos ovários policísticos. Atualização
Conferencista: Ricardo Mello Marinho
Presidente: Eline Gurgel
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Transtorno disfórico pré-menstrual:
Coordenador
 Como fechar o diagnóstico? João Tadeu Leite dos Reis
 Tratamento não hormonal. Quais drogas? Como fazer? José Ramon Rodrigues Arras López
 Principais diagnósticos diferenciais Tereza Maria Pereira Fontes
 Tratamento hormonal. Quais opções? Como fazer? Rosires Pereira de Andrade
 Terapias alternativas. Para quem? Como? Décio Luis Alves
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Progestágenos. Atualização.
Conferencista: Rogerio Bonassi Machado
Presidente Therezinha Sanfim Cardoso








16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 2 Uroginecologia e Cirurgia Vaginal

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Slings suburetrais e incontinência urinária de esforço. Pontos de inquietação.
Coordenador Joaquim Ferreira Pereira
 Complicações dos slings sintéticos. O que há de consenso e padronização? Carlos Augusto Faria
 Como prevenir e resolver as retenções urinárias pós-operatórias? Claudia L. Soares Laranjeira
 O que fazer na IUE oculta? Fábio Leal Laignier Borges
 O que fazer nas recorrências múltiplas pós-sling? José Carlos de Jesus Conceição
 Como avaliar a dor e parestesia no pós-operatório? Valter José Fernandes Muller
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Atualização em cateterismo vesical. Qual? Cuidados concomitantes?
Conferencista Claudia L. Soares Laranjeira
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Bexiga hiperativa. Outros tratamentos baseados em evidências científicas:
Coordenador
 Estimulação do nervo tibial. Baixo custo, baixo risco e bons resultados? Cristiane
 Eletroestimulação do assoalho pélvico. Quais as evidências atuais? Aparecida Maria Pacetta
 Qual o futuro? Manoel Girão
 Toxina botulínica. Qual a melhor técnica e melhor paciente? Jorjan
 Toxina botulínica. Como prevenir e tratar as complicações? Viviane Hermann
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Uso de telas no prolapso dos órgãos pélvicos :
Coordenador
 Quando indicar e não indicar o uso de telas. Quais os consensos atuais? Claudia L. Soares Laranjeira
 Complicações do uso de telas nos prolapsos de parede anterior e posterior Eneida Gonçalves de Oliveira
 Telas biológicas: perspectivas de maior biocompatibilidade com bons resultados? José Augusto Machado
 Existe diferença entre os kits e as telas preparadas pelo cirurgião? Octacílio Figueiredo Netto
 Complicações do uso das telas nos prolapsos apicais Luiz Zamagna
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Cistite aguda na mulher. Como abordar nas diversas fases da vida?
Conferencista: Mauricio Rubinstein
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Síndrome dolorosa vesical e cistite intersticial
Coordenador
 O que tem e o que não tem evidência científica na propedêutica? Carlos Fernandes Baptista
 Etiopatogenia Janaína Henriques Sobrinho Ribeiro
 Diagnósticos diferenciais Juliana Branco Dias
 Terapia intravesical. Qual? Como? Valter José Fernandes Muller
 Terapia oral. Qual? Como? Valter José Fernandes Muller
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Prolapso dos órgãos pélvicos. POPQ: existe aplicação na prática clínica?
Conferencista: José Carlos de Jesus Conceição
Presidente







16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 3 Patologia do Trato Genital Inferior e Infectologia:

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Vacina contra o HPV
Coordenador:
 Há risco de graves efeitos adversos após a vacinação? Edison Natal Fedrizzi
 Vacinar quando há lesões já estabelecidas? Claudia Marcia de Azevedo Jacyntho
 O que fazer quando a paciente não completa o esquema vacinal? Denise Leite Maia Monteiro
 É necessário reforço após alguns anos? Isabella de Assis Martins Ballalai
 Qual o grupo preferencial para vacinação? Nelson Valente
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Parto Seguro.
Conferencista Victor Hugo Melo
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Carcinoma in situ. O que fazer?
Coordenador: José Augusto Soares Pantaleão
 Existe indicação para histerectomia? Filomena Aste Silveira
 Existe indicação para teste HPV-DNA após tratamento? Paula Ribeiro de Miranda Maldonado
 Controle citológico após tratamento Yara Lucia Mendes Furtado de Melo
 Quando indicar conização a frio? Leila Zajdenverg
 Margens comprometidas pós-CAF. O que fazer? Maria José Camargo
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: NIC I. O que fazer?
Coordenador Deyse Barrocas
 Mudar a conduta quando a paciente é imunossuprimida? Filomena Aste Silveira
 Tratar? Destrutivo ou excisional? Iracema Maria Ribeiro da Fonseca
 Na adolescente Maria Diva Paz de Lima Ferreira
 O que fazer após recidiva? Maria José Camargo
 Acompanhar ? Por quanto tempo? Como? Michele Pedrosa
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Diagnóstico diferencial das ulcerações vulvares.
Conferencista Mauro Romero Leal Passos Jose Focchi
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Condiloma acuminado:
Coordenador Paulo Vieira da Costa Lopes
 O que fazer nas recidivas frequentes? Maria Diva Paz de Lima Ferreira
 Podemos usar imiquimode em crianças? Iracema Maria Ribeiro da Fonseca
 Opções terapêuticas Alexandra Richa
 Sempre biopsiar antes de tratar? Natalia Alves Ferré Coutinho
 Quais e como investigar outras DSTs? Roberta Osta
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Marcadores biológicos em patologia do trato genital inferior
Conferencista Nelson Valente
Presidente








16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 4 Oncologia Genital e Mamária

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Câncer epitelial do ovário
Coordenador
 Second look. Sim ou não? Por que? Gustavo Iglesias
 Fatores de risco. Hereditário. Naturais. Ambientais Joice Cristina
 Avaliação pré-operatória. Importância dos exames de imagem e laboratório. Quando solicitar o que? Ronaldo Carauta
 Manejo das mulheres de alto risco. Como? Sandra Helena Capela Goya Machado
 Abordagem laparoscópica: avanço ou "modismo"? Walquíria Quida Salles Pereira Primo
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Perspectivas do tratamento sistêmico no cancer ginecológico.
Conferencista Eduardo Medeiros
Presidente Carlos Alberto Peces
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Câncer de colo uterino
Coordenador Vera Prates
 Microinvasão: tratar com conização a frio ou histerectomia? Leila Maria Guert
 Qual o papel da quimioterapia? Jaques Bines
 Conduta na vulvite actínica pós-radioterapia. Vera Lucia Mota da Fonseca
 Quando indicar radioterapia? Marcio Reisner
 Fístula: Como proceder? Ronaldo Carauta
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Fronteiras
Coordenador Dib Abdala Chacur
 É possível mutilar menos no tratamento cirúrgico do câncer de vulva? Etelvino de Souza Trindade
 Biópsia de colo: invasão inicial; cone: sem lesão residual. O que fazer? Gutemberg Leão de Almeida Filho
 Câncer de ovário: é possível preservação parcial do ovário tumoral? Sandra Helena Capela Goya Machado
 Microinvasor Ia2: há possibilidadde de ser tratado somente por conização? Sophie Derchain
 Quando indicar QT adjuvante em câncer de endométrio? Mucio de Alcantara Leister
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Otimização do uso dos métodos de imagem em suspeita de câncer
Conferencista: Euderson Kang Tourinho
Presidente Claudio Peces
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Update em Oncologia. Sim ou Não? Justifique:
Coordenador
 Ressonância magnética para o diagnóstico do câncer de mama Ellyete Canela
 Novos quimioterápicos no câncer de ovário Jaques Bines
 Novos marcadores tumorais em ginecologia Sophie Derchain
 Radioterapia adjuvante no câncer de endométrio Marcio Reisner
 Prevenção do câncer de mama com raloxifeno e tamoxifeno Maria de Fatima Dias Guari
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Problemas para o rastreamento do cancer de colo no Brasil. O que impede a redução da mortalidade?
Presidente
Conferencista: Gutemberg





16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 5 Reprodução Humana e Endometriose

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Endometriose na adolescência e pós-menopausa:
Coordenador:
 Até quando tratar? Frederico José Silva Correa
 A endometriose é condição pré-neoplásica? É possível prevení-la? Marcia Mendonça Carneiro
 Como tratar endometriose na adolescente? Renato Ferrari
 Como diagnosticar endometriose na adolescente? Ricardo Bruno
 Menopausa na mulher com endometriose. Como prescrever terapia hormonal? Paulo Gallo
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Aspectos moleculares e genéticos da endometriose: integrando o laboratório com o consultório
Conferencista Marcia Mendonça Carneiro
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Estimulação ovariana controlada:
Coordenador
 Quando e como usar LH? Joaquim Roberto da Costa Lopes
 Quando suspender o estímulo? Isaac Moise Yadid
 Quando e como avaliar a reserva ovariana? João Pedro Junqueira Caetano
 Qual a melhor maneira de se utilizar os antagonistas do GnRH? Marcio Coslovsky
 Como fazer a suplementação da fase lútea? Roberto de Azevedo Antunes
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Controvérsias e Perspectivas sobre Endometriose:
Coordenador:
 Existe associação entre endometriose e adenomiose? Frederico José Silva Correa
 Qual o melhor tratamento para pacientes com endometriose profunda e infertilidade? Hitomi Miura Nakagava
 Por que a endometriose leve associa-se á infertilidade? Jose Roberto Erbolato Gabiatti
 Quais são as perspectivas de novas drogas para o tratamento da endometriose? Plinio Tostes Berardo C. da Cunha
 Quais os últimos avanços nas pesquisas em endometriose? Ricardo Bruno
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Síndrome da hiperestimulação ovariana. Estratégias de prevenção e tratamento
Conferencista: João Pedro Junqueira Caetano
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Implantação embrionária:
Coordenador
 Quando indicar histeroscopia antes da FIV-ICSI? Palestrante Hitomi Miura Nakagava
 Por que o embrião não evolui? Joaquim Roberto da Costa Lopes
 Sempre indicar cirurgia nos casos de hidrossalpinge? E a aspiração ecográfica? Jose Roberto Erbolato Gabiatti
 A estimulação ovariana afeta a receptividade endometrial? Como? Maria do Carmo Borges de Souza
 Drogas coadjuvantes (sildenafil, corticóides, heparina) melhoram as taxas de implantação? Roberto de Azevedo Antunes
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Métodos de escolha do melhor oócito.Como avaliar a qualidade embrionária?
Conferencista: Mariangela Badalotti
Presidente






16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 6 Endoscopia Ginecológica

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Mioma uterino intramural:
Coordenador
 Deve-se usar análogo do GnRH no pré-operatório? Quando? Carlos Romualdo Barboza Gama
 Quando indicar a miomectomia? Caio Parente Barbosa
 Vale a pena realizar a ligadura das artérias uterinas? Quando e como? Paulo Augusto Ayroza Galvao Ribeiro
 Quando indicar embolização? Paulo Roberto Mussel Barroso
 Quando indicar a via histeroscópica e laparoscópica? Ricardo Pereira
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: O futuro da cirurgia minimamente invasiva em ginecologia.
Conferencista Mariano Tamura Vieira Gomes
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Oncologia pélvica
Coordenador Luiz Figueiredo Mathias
 Perspectivas futuras da laparoscopia em oncologia ginecológica Antonio Bispo Santos Jr
 Qual deve ser a tática vídeolaparoscopica para realização da cirurgia de Wertheim-Meigs Carlos Romualdo Barboza Gama
 Técnica laparoscópica para o tratamento do carcinoma endometrial Erico Lustosa
 Quando a laparoscopia é melhor e quando a laparotomia é indicada no tratamento do câncer pélvico ginecológico? José Augusto Machado
 A robótica já pode ser considerada padrão-ouro no tratamento do câncer de colo uterino e endométrio? Marco Aurélio Pinho de Oliveira
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Endoscopia ginecológica. Como resolver?
Coordenador:
 Endometrite pós vídeohisteroscopia ambulatorial. Claudia da Silva Lunardi
 Perfuração uterina na histeroscopia ambulatorial Lilian Padron da Silveira
 Perfuração uterina na histeroscopia com ressectoscopia Simone Josiane Westarb
 Sangramento uterino persistente dificultando visão histeroscópica Thiago Rodrigues Dantas Pereira
 Discrepância entre imagem histeroscópica e laudo histopatológico Simone Josiane Westarb
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: A robótica em vídeolaparoscopia ginecológica
Conferencista: Mariano Tamura Vieira Gomes
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Vídeohisteroscopia. O que é melhor?
Coordenador
 Cirurgia histeroscópica com raqueanestesia ou sedação? leonel pereira
 Vídeohisteroscopia com meio líquido ou gasoso? Claudia da Silva Lunardi
 Ablação do endometriio com histeroscopia ou thermachoice? Pedro Ivo Bastos Pereira
 Reflexo vagal no consultório. Atropina ou observação clínica? Ricardo Franco Pedreschi
 Septoplastia histeroscópica com tesoura ou ressectoscopia? Thiago Rodrigues Dantas Pereira
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Esterilização do material. Onde estamos?
Conferencista: Marisa Santos
Presidente







16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 7 Climatério e Osteoporose

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: A mulher no climatério
Coordenador
 Como e até quando rastrear as doenças endometriais e ovarianas? Joice Cristina
 Como e até quando rastrear as doenças cardiovasculares? Nelson A Souza e Silva
 Como e até quando rastrear as doenças osteometabólicas? Paulo Lacativa
 Como e até quando rastrear o câncer de mama? Paulo Mauricio Soares Pereira
 Como e até quando rastrear o câncer de colo? Yara Lucia Mendes Furtado de Melo
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Prevenção farmacológica da osteoporose. Há evidências?
Conferencista Aarão Mendes Filho
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Terapia Anti-envelhecimento
Coordenador
 Tratamento tópico. O que usar? Luisa Guedes de Oliveira
 Terapia clínica não hormonal Célia Regina da Silva
 Realidade ou ficção? Claudia Burla
 Terapia clínica hormonal Dra Vera - tel Erika 2309 Flavia Conceição
 Dilemas éticos. Sergio Rego
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Mulheres pós tratamento do câncer mamário
Coordenador Ana Virgínia Gama Manduca
 Posso usar androgênios? Augusto Cesar P da Rocha
 Os fitormônios podem ser empregados? Décio Luis Alves
 A contracepção na perimenopausa com sistema intra-uterino de levonorgestrel é segura? Jacir Luiz Balen
 A estrogenioterapia vaginal é segura? Luciano de M. Pompei
 Como tratar os sintomas climatéricos nestas pacientes? Marco Aurelio Albernaz
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Qual progestágeno escolher na terapia hormonal do climatério?
Conferencista: Ricardo M. da Rocha Meireles
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Queixas sexuais comum no consultório:
Coordenador: Ana Virgínia Gama Manduca
 Inibição sexual por doenças Jorge José Serapião
 Coito doloroso Amaury Mendes de Araujo Jr
 Anorgasmia Paulo Roberto Bastos Canella
 Disfunção Erétil Jorge Gabrich
 Drogas e disfunção sexual Palestrante
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Novas perspectivas no tratamento da osteoporose
Conferencista: Nilson Roberto de Melo
Presidente








16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 8 Gestação de Alto Risco

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Manejo nas Doenças Infecciosas
Coordenador: Maurilio Schiavo
 H1N1 Alberto Chebabo
 Dengue Flavio Monteiro de Souza
 Hepatite B Nilson Ramires de Jesus
 Varicela Jorge Barreto
 AIDS Victor Hugo Melo
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Abordagem das intercorrencias urológicas:
Conferencista Jorge Gabrich
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Amniorrexe Prematura:
Coordenador
 Manejo após 34 semanas Marcus José do Amaral Vasconcellos
 Como diagnosticar Antonio Paulo Lafayette Stockler da C. Nunes
 Conduta conservadora é possível Carolina Mocarzel
 Manejo no feto pré-viável Marcos Vianna Lacerda de Almeida
 Uso do corticóide Sergio Teixeira - Vilma Guimaraes
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Como acompanhar a gestante com:
Coordenador
 Cardiopatia Celso Vieira de Mello
 Lupus Nilson Ramires de Jesus
 Doenças da tireóide Patricia de Fatima dos Santos Teixeira
 Transplante Renal Renato Torres Gonçalves
 Colestse Intra-hepática Savino Gasparini
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Tamponamento com balão no sangramento pós parto
Conferencista: Rodrigo Soares Cunha
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Intercorrências associadas à gestação.
Coordenador
 Massas ovarianas Amauri
 Abdome agudo Delta Madureira
 Malformação uterina Eduardo Vale
 Cancer de colo e HPU Yara Lucia Mendes Furtado de Melo
 Mioma Silvia Eurides
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Intercorrencias cirurgicas. Abscesso, Hematoma, Seroma como prevenir, diagnosticar e tratar.
Conferencista: Felipe Carvalho Victer
Presidente








16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 9 Medicina Fetal

08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Conduta atual e perspectiva futura:
Coordenador
 Obstrução do Trato Urinário Fernando Maia
 Feto acardico
 Ventriculomegalia isolada
 Defeito aberto de tubo neural Edson Nunes
 Sequestro pulmonar
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Anestesia obstétrica. Terapias atuais.
Conferencista Luiz Carlos Sales
Presidente
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Controversias em Medicina Fetal:
Coordenador:
 Shunt x Laser na válvula de uretra posterior Fernando Maia Peixoto Filho
 Estenose Aortica Congenita e possível tratar? José Paulo Pereira Júnior
 Cirurgia fetal aberta Paulo Roberto Nassar de Carvalho
 Amniodrenagem seriada e septostomia na STFF - ainda tem indicação? Jose Eduardo Chufalo
 Anencefalia - o que fazer? Sidnei Ferreira
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: Avaliação da Vitalidade Fetal :
Coordenador
 Na insuficiência placentária (Modelo Obstrutivo) Jair Braga
 Na Amniorrexe Prematura Juliana Esteves
 Na pós-maturidade (Modelo de Membrana) Giovanni Fraga Lenza
 No diabetes gestacional (Modelo Metabólico) Paloma
 Na doença hemolitica (Modelo Anêmico) Viviane Nascimento Pereira Monteiro
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: Atualização em transfusão feto fetal.
Conferencista: Renato Augusto Moreira de Sá
Presidente
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Diagnóstico das Malformações:
Coordenador
 O papel do geneticista Palestrante Juan Herrera
 Malformações de Dificil Diagnóstico Juliana Esteves
 Diagnóstico diferencial das Malformações do Sistema Nervoso Junqueira
 Diagnostico diferencial nas Malformações Cardíacas Sergio Alexandre Pereira Gonçalves
 Diagnóstico diferencial das Malformações do Musculo Esqueléticos Jose Eduardo Chufalo
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Abordagem atual do coração fetal
Conferencista: Sergio Alexandre Pereira Gonçalves
Presidente








16 de outubro de 2010 (sábado)

Sala 10 Assistência Obstétrica e Mortalidade Materna

16/10/10 08:00 - 09:30 Mesa Redonda: Hemorragia Puerperal:
Coordenador
 Prevenção Augusta Maria Batista de Assumpção
 Caracterização do Risco Andre Luiz Magdalena Dourado
 Tratamento cirúrgico Hamilton Julio
 Tratamento clínico Dani Sillardi
 Impacto das unidades de tratamento intensivo
 Discussão
09:30 - 10:00 Conferência: Conduta no aborto complicado dos novos antibioticos a histerectomia.
Conferencista Olimpio
Presidente: ROOSEVELT
10:00 - 10:30 Coffee Break
10:30 - 12:00 Mesa Redonda: Analgesia e Anestesia Obstétrica:
Coordenador
 Técnicas não medicamentosas da analgesia no trabalho de parto Gisele
 Cefaleia pós raque Luiz Bonfim Pereira da Cunha
 Repercussões fetais do ato anestésico Luiz Carlos Sales
 Analgesia pós-cesariana - como evitar a dor no pós-operatório Ricardo Cunha
 Anestesia na cesariana e no trabalho de parto Ronaldo Vinagre
 Discussão
12:00 - 14:00 Almoço / Simpósio
14:00 - 15:30 Mesa Redonda: O que muda na assistência pré-natal:
Coordenador Jayme Moyses Burlá
 Na gestação após FIV Jorge Barreto
 Na gestante com deficiência física
 Na adolescente Denise Leite Monteiro
 Na gestante com idade avançada
 Na gravidez não desejada Sonia Mota
 Discussão
15:30 - 16:00 Conferência: O que há de novo na tecnica de cesarea
Conferencista: Jorge F. de Rezende Filho
Presidente: Maira Ramalho Rola
16:00 - 16:30 Coffee Break
16:30 - 18:00 Mesa Redonda: Rastreamento e prevenção das infecções no pré-natal :
Coordenador: Benito Petraglia
 Vaginose bacteriana: qual a sua real importância no desfecho da gravidez? Marcelo de Souza Trindade
 Bacteriuria assintomática: algo de novo no rastreamento? Penelope Saldanha Marinho
 Clamídia: há real beneficio de rastrear na gestação? Alessandra Caputo
 Estreptococo do grupo B: é preciso rastrear na gestação? Claudia Barquinha
 Candida de dificil tratamento Palestrante Roberto Messod Benzecry
 Discussão
18:00 - 18:30 Conferência: Colpites recorrentes e gestação.
Conferencista:
Presidente